Sem Papas Na Língua

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Ele preferiu ser passageiro




Eu já entendi meu caro! Eu não faço mais parte da sua vida. Já não somos mais dois. Nossos dedos e olhares, não se cruzam mais. Vai ficar esse tom dramático na minha fala, mas eu precisava te dizer que eu pensei que algo disso tudo iria sobreviver além da memória. Mas você não quis, você mesmo tinha me avisado que não queria, e eu teimei em acreditar que você pudesse mudar de ideia. 

Mas o que passou, passou. Você quis assim. E como diz a frase: "Quando um não quer, dois não brigam." Mas não quer dizer que não tenha sido importante pra mim tudo o que vivi. Ôh se foi! Não tem como apagar da nossa história de vida. Eu de algum modo ficarei em você. Você foi importante pra mim.

Não teve continuidade qualquer tipo de relação, de laço, porque você não quis. Ninguém é obrigado a querer, mas por quê seus olhos me diziam que você estava feliz? Sim, você estava. Preferiu viver tudo ali, no presente, sem idealizar o futuro. E você estava certo, pra quê sofrer?

Você parecia ter se cativado por mim, tudo mentira. Por quê chorou? Tudo mentira. Não te importa o que eu sinto, o que eu penso, tanto faz. Quem sou eu na sua vida, né?! Sei lá?! Você nem deve lembrar meu sobrenome, o som da minha risada, Não faz sentido pra você permanecer. Você tem sua vida, outros planos e eu não faço parte deles. Por quê faria? Nada haver! Hoje sou lembrança. Experiência. 

Não faz sentido você contar sobre seu dia, seus planos, anseios, para um alguém que não faz seu coração pulsar forte. Não adianta insistir em porta fechada, em coração ocupado, pois eu sei que a vida sempre se trata de nos apresentar um outro alguém. Foi assim com você e será assim pra mim também.

A vida nos ensina, o outro nos ensina, as situações nos ensinam, se assim a gente permitir. E eu aprendi com você... 

Já te coloquei uma vez em destaque na multidão, mas você quis ser mais um. Tive que arquivar nossa história, num lugar em minha memória e resolvi seguir em frente também. Dar oportunidade pra novos amores, novas experiências. A vida continua. Passei a não falar mais de você para as pessoas. Não porque eu quis, mas porque ninguém mais parecia se interessar por uma história sem futuro, sem final feliz.

Resolvi arregaçar as mangas e ir atrás da minha felicidade também. Assim como eu não fui a sua, você não será a minha. Sucesso meu caro. E não desejo mais que em um futuro a gente se esbarre por aí.Não adianta esperniar. A vida é como ela é. Seja feliz  e obrigada.


Por Daniella Lins

11 comentários:

  1. Muito Muito lindo... triste, mas sensível e lindo. <3 to passando mais ou menos por isso... rs Vou acompanhar o blog :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaiii muito obrigada pelo carinho! Fico contente Bruna. :)

      Excluir
  2. Muito Muito lindo... triste, mas sensível e lindo. <3 to passando mais ou menos por isso... rs Vou acompanhar o blog :*

    ResponderExcluir
  3. Olá, Sabe lendo seu post. Tomei essa decisão..
    Terminei a pouco tempo e ainda estou na sofrência. Sabe mais e isso ai, Tens razão temos que procurar a felicidade.. Obrigado pela grande ajuda !!
    Bjs !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Espero que esteja bem e obrigada por compartilhar comigo seu sentimento e pelas palavras. No que precisar... estamos aí.

      Excluir