Sem Papas Na Língua

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Os opostos se atraem?

Creio que só na lei da química mesmo. Hehe' Na teoria dos relacionamentos, acredito eu, que a frase "os opostos se atraem", não rola. Casos isolados podem ocorrer, mas... eu penso o contrário. Os que possuem mais afinidades se atraem. Já vou explicar o por quê.

É muito mais provável que pessoas que compartilhem dos mesmos gostos tenham mais assunto do que aqueles com gostos distintos. Porque aí o que poderá haver são as criticas justamente por competição em querer mostrar um melhor. (Bobagem! Por isso que há a falta de respeito, as brigas) Mas não levando para o lado da briga, mas o da discordância, a probabilidade de pessoas que torcem para o mesmo time marcarem de irem assistir a um jogo, é muito maior do que aquelas que torcem pra times diferentes e isso serve pra banda favorita ou pelo menos estilo de música, por exemplo. Já pensou ter que ir a um show do Metalica sendo que você não suporta rock? Mas você "suporta" estar ali pra agradar a pessoa que você gosta?! Não geeeente! 

Pensar na felicidade do outro e se excluir desse bem, as vezes não é legal não, hein! Pelo contrário. Você começa a ficar entediado no lugar e o que era pra ser agradável para ambos pode gerar uma grande discução e discordia. Iiih livre-se disso! Seja livre em suas escolhas, ter opiniões diferentes faz parte. Não quero dizer que pra você ser feliz com um outro alguém, você tenha que ser identico a ela, mas quando o percentual de afinidades for maior que o das discordâncias, menos discuções aconteceram. 


Já percebeu que geralmente os casais tem "mais ou menos" o mesmo estilo? 


Outra situação: você gosta de praia, o outro de serra, você gosta de curtir um cinema e a pessoa de assistir em casa, você ama comida italiana e o outro japonesa, você gosta de balada e o outro é caseiro, você rock e o outro pagode... uuuh complicado lidar com tanta diferença. Pode até haver um consenso entre os dois, mas vai chegar um momento que aquilo não será mais saudável, brigas e magoas vão inevitavelmente acontecer e por mais que você goste da pessoa, você mesmo vai acabar se chateando. 

Agora quando há mais afinidades que diferenças, tudo fica menos doloroso, existiram mais coisas a serem feitas. Por isso que eu acredito que os "afins" se atraem. Não adianta nadar contra a correnteza, uma hora você cansa. E o tempo quando melhor aproveitado, ele só tem a render bons frutos. Não tente esperar por muito tempo, certas coisas demoram mais que o necessário para acontecer ou nunca mudam.

Às vezes a gente acha que pode mudar alguém, mas na real não temos essa capacidade, se esse outro não está disposto ou não vê necessidade para tal acontecimento. Se as diferenças não somam, só dividem, pula fora! Se você não aprende e se magoa Você tem que ser consciente de que ninguém é igual a ninguém, mas que quando esse alguém te afeta negativamente, criticando seus gostos ou as atitudes da outra pessoa não forem mais suportáveis... pula fora! Se os ideais não entram em concordância, por que se auto agredir? Tão mais fácil percorrer em busca de ideais semelhantes, se assim for. 

Os dias e os momentos devem ser valorizados por você, por quê se assim não for, quem os viveram por você? Não deixe de ir aquele show, de aproveitar um dia de sol na praia. A melhor opção é viver sem agredir ninguém, nem ter que lutar pela sua liberdade. Você teoricamente já é livre. Não entregue a chave de sua liberdade a ninguém, goste de quem goste de você, mesmo que você torça pelo Vasco. ;) hahaha' brincadeirinha de uma flamenguista.


Os opostos se distraem, os dispostos  se atraem.

Daniella Lins

Nenhum comentário:

Postar um comentário