Sem Papas Na Língua

domingo, 14 de setembro de 2014

Papo calcinha: Atitudes de menino.

Não quero aqui falar mal de ninguém, muito pelo contrário, estamos aqui afim de compreender certas situações e ações com respeito. Nesse texto, em especial, certas atitudes que vem acontecendo. Estou aqui expondo algo que está sendo muito questionado no meio das conversas entre nós mulheres e que creio que nem Freud teria uma explicação. Ou sim, a resposta pode ser simples ou não queremos enxergar. É SIM ou é NÃO. (Ele não quer mais papo amiga) Vou listar aqui algumas situações que mostram desinteresse dos queridinhos ou que mostram que eles não estão na mesma 'vibe' que você. (Pula fora enquanto há tempo!) Podem chamar essas palavras de recalcadas, mal amada, amargas... Mas é o que tá acontecendo com muitas que converso e que na verdade não tem como evitar o sentimento, ainda mais vindo do jeito que vem.

VAMOS LÁ!

Situação: Vocês se conhecem, trocam whatsapp. Ele já começa dizendo que o seu sorriso é lindo, que você é simpática e blá, blá, blá. (Isso ele diz só pra te agradar... enfim). Ele parece ser uma pessoa bacana, boa pinta. Vocês saem algumas vezes e tals. Vocês conversam todos os dias, trocam fotos do que está comendo, da onde está e etc. No começo tudo é novidade, tudo é pá-pum, ele manda a mensagem e logo você responde e vice-versa. Entre as palavras que ele fala, vem cheios de 'eu queria estar agora com você', 'meu bem' pra cá, 'meu bem' pra lá; 'gosto muito de conversar com você', GOSTO MUITO DE VOCÊ. Fala sobre a família, situações que ocorreram no dia-a-dia. Você começa a se achar especial. Ai com o passar do tempo você vai se encantando, se encantando... e o cara começar a responder depois, visualiza e não responde, (diz estar ocupado, pode ser). Começa a deixar de falar como de costume, e começa a falar por monossílabos. Não te chama mais pra sair, não fala mais com você. ACOOOORDA MENINA! Quem quer de verdade, insiste, chega a ser chato. "Quem quer arruma um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa."

Ai que vem as hipóteses: Perdeu o interesse? Está conhecendo outra pessoa? Você fez algo errado? (não) Ele está querendo curtir a vida? Podemos listar muitas coisas, mas na verdade não podemos ler a mente de ninguém, por mais que a gente tente. Não dá pra saber. O certo séria se o cara fosse sincero desde o início. Pode estar acontecendo tantas coisas. Não temos o controle sobre certas coisas, principalmente sobre os sentimentos, muito menos sobrecarregar alguém com os nossos desejos, por isso surgem as decepções (que são inevitáveis), isso porque jogamos nossa felicidade nas mãos de alguém e dizemos:"Toma! Agora minha felicidade está nas suas mãos. Me faça feliz!" Nãaaao não faça isso! Como diz no livro da Isabela Freitas: Você deve primeiro aprender a ter êxito satisfazendo as suas necessidades para depois se relacionar com alguém. 

Não sabemos de fato se a pessoa está literalmente falando a verdade, isso a gente só fica sabendo se as palavras vierem seguidas por atitudes. As aulas de ciências não ficavam mais interessantes e compreensíveis quando a professora fazia o experimento ao invés de mostrar no livro? Assim também acontece nos relacionamentos, é muito fácil falar, agir que é o difícil. Mas também não devemos encarar TUDO o que o outro fala como algo duvidoso. Sim, pode ser verdade, só o tempo vai dizer. E esperar é difícil, né? Nem sempre. Se distraía! Viva além disso tudo. Esqueça as regrinhas também... quer falar, fala. Mas se essa procura não for correspondida sempre, esqueça! Parte pra outra.

Não se feche não hein! Muita gente legal existe, tá?! Afim de coisa séria. Você só tem que deixar que as coisas aconteçam, elas acabam acontecendo e você nem percebe. E por quê estar sozinho é tão ruim? Nem sempre é. Na teoria tudo isso é lindo e fácil, ok, mas se dermos um passo de cada vez, a gente conseguirá enxergar as coisas com clareza e leveza. "Só é feliz a dois quem já é feliz sozinho."

Daniella Lins







Nenhum comentário:

Postar um comentário